Seja para uma empresa de e-commerce, serviços digitais, tecnologia ou limpeza, os primeiros passos para abrir uma empresa nos EUA são similares e relativamente simples. Mesmo sem ter nascido no país, pessoas de outras nacionalidades podem empreender e aproveitar as vantagens do mercado norte-americano.  

Expandir sua empresa para os Estados Unidos é possível por meio de um processo relativamente simples e que não exige gastos altíssimos, como muitos pensam. Para que você possa entender, na prática, como é possível começar seu negócio no país, vamos mostrar qual é o procedimento básico de abertura de empresa.  

Lembre-se de que, por se tratar de uma República Federativa, os procedimentos podem variar de acordo com o estado escolhido para fazer o registro da sua empresa, já que as leis e processos nos Estados Unidos são estaduais.

As 5 dúvidas mais comuns sobre abertura de empresa nos Estados Unidos  

É preciso ter visto americano para abrir empresa nos EUA?

Esse é o primeiro questionamento de quem pretende empreender nos Estados Unidos. A boa notícia é que o visto não é necessário, assim como o SSN (Social Security Number) também não. O único documento solicitado é um passaporte válido.  

Quanto custa para abrir empresa nos Estados Unidos?

O investimento necessário para ter uma empresa nos Estados Unidos varia de acordo com o tipo de negócio e o local da operação. Aqui na Company Combo, o investimento começa em U$499 e varia de acordo com o estado escolhido para registrar a empresa.

Quanto tempo demora para abrir uma empresa nos EUA?

Durante a pandemia o processo poderia levar até 60 dias, mas com a normalização da situação nos Estados Unidos, a tendência é que volte a levar de 15 a 20, período estimado antes da crise do COVID-19. 

Eu preciso obrigatoriamente morar nos Estados Unidos para abrir um negócio americano?

Não! A única exigência é que a sua companhia tenha um endereço comercial no estado onde você pretende abrir empresa. Caso você não possua um imóvel, pode facilmente contratar um endereço virtual, que te oferece o endereço para registros e correspondências. 

Para realizar o processo de abertura de empresa nos Estados Unidos, eu preciso estar em solo americano?

Não! Todo esse processo pode ser feito a distância. Porém, sugere-se que você conte com a participação de uma consultoria especializada, que vai te ajudar durante todo o processo.

Os 6 primeiros passos para abrir uma empresa nos EUA

1. Criar um nome para a sua empresa

O primeiro passo é definir o nome do seu empreendimento. Nesse momento, seja criativo e não deixe de conferir no site do estado se já não existe alguém utilizando o termo que escolheu. Você pode checar usando esta ferramenta

Nos Estados Unidos você também pode usar um nome fantasia. A terminologia em inglês para isso é DBA (Doing Business As), que seria, em tradução literal, “fazendo negócio como”.

2. Escolher entre LLC ou CORP

Assim que você tiver um nome, deve decidir qual será a categoria da sua empresa. Os tipos mais comuns são a LLC e a CORP. Entenda melhor:

  • Quais são os benefícios da LLC?

A LLC é um formato de empresa de responsabilidade limitada. Dessa maneira, você protege o seu patrimônio, caso tenha qualquer tipo de prejuízo empresarial.

Além disso, com a LLC você não precisa pagar impostos em nível empresarial. Isso significa que todos os lucros são automaticamente distribuídos para os sócios ao final de um ano fiscal, sem a necessidade do pagamento de tributações. 

Aqui, vale um ponto importante: caso os sócios não morem nos EUA, provavelmente precisarão declarar trimestralmente a receita da empresa e reter parte dela (Tax Withholding) como uma garantia de que todos os impostos necessários serão pagos.

  • Quais são os benefícios da CORP?

Ao escolher o modelo de CORP (Corporation), é possível receber investimentos e vender ações. Caso, no futuro, você pretenda vender participação na sua empresa ou, então, receber dinheiro de fundos e investidores, esse modelo é para você.

Com a CORP, você não precisa, obrigatoriamente, distribuir todo o lucro ao final de um ano fiscal, como é feito na LLC. Com ela, é possível pegar apenas uma fração desse dinheiro. Porém, você terá dupla tributação: inicialmente em nível empresarial e, depois, em nível pessoal, com uma alíquota reduzida.

Ao optar pela LLC, todos os sócios precisam declarar imposto nos Estados Unidos. Já na CORP, isso só será necessário se houver distribuição de lucro para os acionistas. Esse fato, especificamente, faz com que a maior parte dos estrangeiros opte pela segunda opção. 

Leia também: Conheça os principais impostos para empresas nos EUA.

3. Definir um endereço comercial

Como já falamos, é fundamental que a sua empresa tenha um endereço nos Estados Unidos. Para isso, você pode contar com um serviço de endereço virtual para receber as correspondências importantes enviadas pelo governo dos Estados Unidos, principalmente, relativas à sua empresa. 

4. Registrar-se no estado em que deseja operar

Depois de ter um nome, escolher se a sua empresa é LLC ou CORP e ter um endereço comercial, é a hora de registrar a sua empresa no Departamento de Corporações do Estado e criar uma entidade legal. 

Você confere nesse post mais informações e dicas sobre como escolher um estado para abrir sua empresa. 

5. Garantir os documentos necessários

Para registrar todas as transações realizadas pela sua empresa e garantir que todos os impostos sejam pagos adequadamente, você terá que solicitar o EIN (Federal Employer Identification Number). Esse número é fornecido pelo Departamento de Receita do Governo Federal americano, o IRS (Internal Revenue Service).

Além de ter um EIN, sua empresa também precisará criar alguns contratos internos: Operating Agreement, para o caso de uma LLC, ou então os Bylaws, Minutes of First Organizational Meeting e Shares Certificates, para as empresas CORP. Você pode contar com o apoio da Company Combo em caso de dúvidas.

6. Abrir uma conta em banco americano

O próximo passo é abrir uma conta para a sua empresa em um banco americano. Esse processo costuma ser bem simples e rápido. Vale lembrar que todas as transações financeiras relacionadas à empresa devem ser realizadas por essa conta.

7. Garantir um Sales Tax

Caso o seu negócio seja comércio de produtos, sua empresa também precisará de um Sales Tax Certificate, que nada mais é que um documento que habilita a cobrança e o repasse de impostos sobre as suas vendas. Poucos estados, como Delaware, não possuem cobrança de Sales Tax. Já a Flórida possui.

Outras informações relevantes:

  • Para realizar todo esse processo você não precisa obrigatoriamente ter um sócio.
  • O fato de o empreendimento contar apenas com sócios estrangeiros não traz problemas para a locação de imóveis e a compra de equipamentos.
  • Na maior parte dos estados Americanos você não precisa obrigatoriamente definir o ramo de atuação da empresa, como é feito no Brasil. No estado, é possível definir um negócio apenas como “any and all lawful business”, que em tradução literal significa “todo e qualquer negócio legal”. Esse fato garante que, ao abrir uma empresa em Orlando ou Miami, por exemplo, você possa oferecer vários produtos e até serviços usando a mesma operação.

Para mais informações, entre em contato com nosso time de especialistas. Você marca um bate-papo gratuito e tire suas dúvidas