O dropshipping é um excelente formato de negócio para quem deseja vender pela internet, com baixos riscos. Isso porque, nesse modelo, o empresário não precisa comprar um estoque. Ele fica responsável por todo o marketing digital e divulgação dos produtos, e conta com o apoio de um fornecedor, que ficará responsável por entregar diretamente para o cliente o produto encomendado no seu e-commerce.

Fazer dropshipping também é um dos formatos ideais para quem deseja começar a atuar nos Estados Unidos, enquanto mora no Brasil. Os americanos são, sem dúvida, um dos melhores públicos para quem deseja ter sucesso em vendas.

Para você ter ideia, os estadunidenses foram responsáveis por movimentar 13 trilhões de dólares, apenas em 2016. Eles são os maiores compradores de bens de consumo e responsáveis por um terço de todo o consumo mundial.

Portanto, focar nesse mercado é uma boa estratégia para quem deseja faturar. O esquema de dropshipping — por não exigir um investimento em estoque — torna o negócio ainda mais interessante.

Para saber mais sobre como fazer dropshipping nos Estados Unidos acesse este texto.

Além de contar com uma boa estrutura de marketing, o dropshipping só vai funcionar se você trabalhar muito e com seriedade, além de também contar com fornecedores adequados! Sem dúvidas o melhor local para encontrá-los é a China.

Mas afinal de contas, como encontrar bons fornecedores chineses para fazer dropshipping internacionalmente?

Por meio de marketplaces chineses

A maneira mais acessível de encontrar fornecedores chineses para dropshipping é por meio de marketplaces. As grandes fábricas asiáticas estão nesses sites e já estão acostumadas a negociar com estrangeiros.

Os sites mais populares para encontrar fornecedores chineses são o Alibaba e o Chinabrands.

Independente do site escolhido, você precisa prestar atenção se os fornecedores contam com:

  • Licença comercial
  • Localização da empresa
  • Fotos da fábrica
  • Certificações, inclusive as exigidas pelo país que vai receber o seu produto via dropshipping
  • Informações de contato além do chat do marketplace
  • Avaliações de outros compradores

Dicas para garantir fornecedores de qualidade em marketplaces chineses:

a. Vale lembrar que os marketplaces não têm controle total sobre as empresas que anunciam em seus espaços virtuais.

b. Portanto, é sua tarefa garantir que esses fornecedores são bons e existem de verdade.

c. Em geral, o contato pelos sites costuma ser demorado. Então você precisa entrar em contato com MUITOS potenciais fornecedores para que poucos respondam. Preste atenção em como eles vão te atender nesse período de prospecção, pois já pode ser um reflexo de como será o contato quando você tiver um pedido de dropshipping.

d. Preste atenção na foto compartilhada. Às vezes, eles usam fotos de terceiros que não dizem respeito ao produto oferecido.

e. Não pague nada antes de receber as suas amostras.

f. Avalie se eles aceitam cartão de crédito. Algumas empresas fakes pedem depósito em dinheiro e depois somem.

g. Cuidado com trotes.

Por meio de feiras

Uma outra maneira de conseguir encontrar fornecedores para o seu negócio de dropshipping são as famosas feiras na China. Ir até a Ásia para conhecer os fabricantes é uma excelente alternativa para quem deseja trabalhar com exportação. Porém, pode ser um custo alto para quem pretende trabalhar com dropshipping.

Antes de investir nessa viagem, faça os cálculos para ver se o deslocamento vale a pena. Em caso positivo, uma boa feira para encontrar fornecedores na China é a Canton Fair.

A Canton Fair

Quando acontece: de abril a maio/de outubro a novembro

A Canton Fair é uma feira que acontece duas vezes ao ano, no Distrito de Guangzhou, na China. É um dos principais destinos para quem deseja encontrar bons fornecedores chineses para importação e dropshipping.

O sucesso da feira se dá porque agrupa uma série de manufatores de diversos segmentos. Para você ter ideia da sua dimensão, em uma de suas edições chegou a ter mais de 60 mil estandes de produtos! O número de fornecedores varia a cada feira, mas sempre conta com milhares de fabricantes.

O que você imaginar essa feira vai oferecer. Ela é tão grande, que até oferece caronas para os participantes em carrinhos de golfe!

A feira de Canton é dividia em três fases, cada uma delas focada num perfil de produto diferente.

Fase um: eletrônicos, eletrodomésticos, equipamento de Iluminação, veículos e peças, maquinaria, ferragens e ferramentas, materiais de construção.

Fase dois: bens de consumo, presentes, decoração do lar.

Fase três: material de escritório, malas e bolsas, produtos recreativos, dispositivos médicos e de saúde, alimentos, calçados, têxteis e vestuário.

Veja também: O Dropshipping nos EUA é legal?

Dicas para fazer negócio em feiras na China:

a. Antes de ir para o pavilhão, organize-se. Já tenha em mente quais são os estandes que você deseja conhecer e vá direto a eles. Como são muitas opções, a chance de perder o foco em outros produtos é grande. Sem esse planejamento você pode correr o risco de não ver todos os fornecedores que deseja.

b. Encontrou um produto interessante e que faz sentido para o seu e-commerce/ negócio? Então já inicie uma conversa com o fabricante. Pergunte se eles trabalham com dropshipping. Se a resposta for positiva, questione o número de clientes nesse formato. Além disso, pergunte quanto tempo eles levam para despachar o item. Seu objetivo é conseguir o maior número possível de informações presencialmente.

c. Caso você se interesse por um determinado produto ou fornecedor que não trabalhe no formato de dropshipping, faça contato do mesmo jeito! Essa pode ser uma oportunidade de começar um esquema de importação de itens, para vender pela Amazon, por exemplo.

d. Tenha um contato chinês para te auxiliar durante a feira. Essa pessoa vai te ajudar nas traduções, além de te apresentar quais são os melhores fornecedores para cada segmento.

Por meio de empresas que cuidam do sourcing para você

Muita gente tem vontade de começar a vender produtos da China, no formato de dropshipping. Esse interesse fez com que algumas empresas começassem a ofertar justamente esse trabalho de sourcing e gerenciamento de logística, diretamente da Ásia para o seu consumidor.

Contar com esse esquema traz uma série de benefícios para o seu negócio. As empresas já têm um portfólio online de produtos que agradam os consumidores, portanto você não precisa gastar tempo pesquisando itens que fariam sucesso (eles mesmo já te mostram quais são. Você só precisa ver os que se encaixam no seu negócio). Esse “menu de itens” pode ser acessado por você no momento em que o seu cliente realiza o pedido. Na sequência, eles encaminham o objeto diretamente para o seu consumidor, com agilidade.

Outras empresas nesse formato não contam com o portfólio online, mas sim com um time que vive na China e que já sabe como negociar com os fornecedores. Quando você demonstra interesse por um produto específico, eles procuram fábricas que podem produzir o item.

A empresa escolhida para te ajudar nessa missão vai variar muito de acordo com o tipo de produtos que você deseja encontrar. Para achar esse tipo de serviço, procure no Google “dropshipping agent in China” e veja quais são as opções que mais se encaixam na sua necessidade.

Vale lembrar que esse tipo de apoio não é de graça. Porém, você conta com uma segurança de alguém que já está acostumado a fazer dropshipping a partir da China.

O que levar em consideração, independente do meio escolhido para encontrar o fornecedor:

Independente da maneira que você tenha utilizado para encontrar o seu fornecedor, é importante prestar atenção em alguns detalhes específicos antes de fechar o negócio:

Tempo de entrega

Lembre-se que o seu fornecedor chinês ficará responsável por enviar o produto para o seu consumidor final. Esse é um dos pontos mais delicados no processo de dropshipping, visto que precisa ser o mais rápido possível. Se essa pessoa demorar, quem vai ficar mal no relacionamento com o seu consumidor é você. Quando o assunto é vendas pela internet, reputação é tudo, então cuide da sua!

Controle de qualidade

Faça o controle de qualidade do produto que será vendido no seu nome. Peça amostras e também realize pedidos como se fosse um cliente, para avaliar o tempo e o estado em que o pacote chegará na sua casa.

Troca

Ao vender produtos pela internet você eventualmente vai precisar lidar com consumidores querendo trocar o item. Isso pode acontecer por conta de defeitos ou até mesmo erros no envio. Confira com o seu fornecedor como que funcionaria esse esquema de logística reversa. Ele que ficaria responsável pelo custo extra ou você? Quanto tempo demoraria para o consumidor receber o item correto? Essas questões precisam ser sanadas antes de você fechar a parceria.

Ficou interessado em fazer dropshipping para os Estados Unidos? Então conte com a gente para te auxiliar em todo o processo de regularização da sua empresa nos EUA. Saiba mais clicando aqui.