E-commerce fulfillment é a operação logística de uma loja virtual. Para empreendedores que estão expandindo as operações para os Estados Unidos, vale contar com uma empresa 3PL (Third-party logistics), que será responsável pelo armazenamento, preparo e entrega dos pedidos aos clientes finais. Saiba como escolher sua empresa parceira de fulfillment nos EUA! 

A escolha da operação de fulfillment de lojas virtuais é uma etapa essencial para o sucesso do e-commerce. É por meio dela que acontece toda a preparação e envio dos produtos aos clientes finais. Na prática, quando uma compra é concluída, o pedido é recebido pela equipe do warehouse, ou depósito, para que o produto seja preparado e enviado para o cliente final. 

Contar com empresas terceirizadas que cuidam da operação do e-commerce fulfillment nos EUA é uma ótima estratégia para empreendedores que querem explorar esse mercado internacional. Dessa forma, o empresário não tem os custos de organizar toda a operação em um país estrangeiro e ainda consegue acompanhar o andamento do seu negócio, mesmo a distância. 

Como funciona uma operação de fulfillment nos EUA

Para ilustrar o processo de e-commerce fulfillment, vamos detalhar o passo a passo da operação da Company Combo, sediada em Orlando, Flórida (EUA). 

  1. Recebimento e armazenagem dos produtos 

Os produtos são enviados aos Estados Unidos e recebido no warehouse. Logo, a mercadoria passa por verificação e contagem para, então, ser posicionada no estoque físico e registrado no WMS (Warehouse Management System), software usado para gerenciar toda a operação de fulfillment. 

  1. Manutenção do inventário 

Com o apoio do Warehouse Management System, todo o estoque é mantido atualizado nos canais de venda. Na prática, se uma marca vende na Amazon, por exemplo, e também tem seu e-commerce próprio, o estoque disponível é atualizado automaticamente nos dois canais assim que uma compra é efetuada. 

  1. Processamento dos pedidos     

Assim que o pedido é realizado, o WMS recebe essa informação e, de forma automática, coloca o pedido na fila de processamento, para que seja preparado para envio. 

Nessa etapa são realizados os seguintes passos: coleta dos produtos (picking), embalagem (packing) e criação das etiquetas (labeling) para as transportadoras. Em seguida, o WMS atualiza o seu canal de venda com o código de rastreio do pedido (tracking number).

  1. Transporte 

Ainda com o apoio do WSM, o lojista pode escolher o tipo de envio do produto comprado. Isso é possível porque o software fica conectado às transportadoras e o empresário consegue selecionar o tipo de envio de acordo com a mercadoria ou local da entrega. 

No WMS da Company Combo,  essa configuração é feita automaticamente conforme definição do cliente, por exemplo, se ele prefere a opção de envio mais barata ou com o prazo de entrega mais rápido possível.

  1. Logística reversa 

No fulfillment center da Company Combo fica a cargo da equipe do warehouse receber e processar os pedidos de devolução do e-commerce parceiro. 

Todo o procedimento é feito de forma automática e segue os seguintes passos: quando o cliente solicita a devolução, um processo é gerado no software. Assim que a remessa chega até o warehouse, ela é analisada pela equipe responsável que vai definir se o produto pode ser colocado novamente no inventário ou se deve ser descartado, seguindo as regras pré-estabelecidas.   

Como escolher uma empresa 3PL?  

O fulfillment é essencial para o sucesso do seu negócio. Apenas com uma operação bem estruturada será possível corresponder às expectativas dos seus clientes, por isso, escolher uma empresa parceira para cuidar da logística do seu e-commerce é um passo importante. 

Na hora de pesquisar sobre empresas 3PL, ou third-party logistics, vale ficar atento a alguns pontos. Confira: 

  • Procure saber se naquele warehouse é feita a logística de itens de diferentes volumes. Por exemplo, produtos menores, como roupas, e maiores como móveis. Se sim, é um sinal de que a operação é bem estruturada.
  • Pergunte sobre o armazenamento dos produtos. Na Company Combo, por exemplo,  todos os itens são armazenados com um código de barras único. Esse código é lido pelo sistema no momento em que o produto é retirado da prateleira para envio. Assim que o packing ocorre, também é feita uma segunda leitura para controle de todas as etapas.
  • Busque entender qual a margem de erro do sistema usado naquele fulfillment center. Veja esse exemplo prático: no warehouse da Company Combo, devido à leitura de código de barras pensada para controlar todas as etapas do processo, a margem de erro é de 0.0005%, ou seja, um erro a cada 2000 envios. 
  • Informe-se também sobre qual o procedimento adotado caso a empresa cometa algum erro no processo logístico. É importante entender se o equívoco é coberto pelo fulfillment center e sem custos para o e-commerce ou cliente final. 

FBA ou Fulfillment by Amazon 

Empresários que vendem pela Amazon podem optar pelo serviço de fulfillment oferecido pela Amazon, chamado de FBA ou Fulfillment By Amazon

Por meio desse serviço, o vendedor escolhe armazenar seus produtos no warehouse do marketplace e as entregas também ficam a cargo da Amazon.  E ainda tem a vantagem competitiva de fazer parte dos vendedores prime, ou seja, que entregam os pedidos com frete grátis e em até dois dias úteis.   

Em situações como esta, ainda é possível contar com um serviço de fulfillment terceirizado, que será responsável por enviar seus produtos para o FBA, quando preciso. A equipe prepara as mercadorias de acordo com as especificações da Amazon.

No caso da Company Combo, o Fulfillment Center tem um sistema integrado ao da Amazon, o que torna todo processo automatizado. 

Quer saber mais sobre esse tema? Faça o download gratuito do e-book da Company Combo “Tudo o que você precisa saber sobre Fulfillment