A principal função do barcode (código de barras, em português) em um produto é ajudar na sua identificação de forma automática por sistemas de vendas e gestão.

Em 1948, nos Estados Unidos, começou a se desenhar o início da codificação automática, a precursora do barcode, por dois estudantes: Joseph Woodland e Bernard Silver.

A ideia surgiu quando Silver ouviu, nos corredores do Instituto onde estudava, um CEO de uma rede de supermercados pedir a um outro aluno para que pesquisasse e desenvolvesse um método que fosse responsável por capturar as informações de determinado produto quando ele é passado no caixa.

A partir destas regras iniciais, em 1973 nos EUA, foi definido um standard que é usado ainda hoje e conhecido como barcode GS1.

Foi só em 1974 que a primeira compra realizada com o barcode foi feita. Um cliente comprou um pacote de pastilhas, que foi passado pelo scanner pela operadora de caixa e houve a leitura do código GS1, indicando as características e o valor do produto.

Fonte: http://gs1.org/

Como fabricante ou varejista é importante saber que um único produto pode ter diferentes tipos de códigos associados à ele. Eles são importantes para a identificação do seu item globalmente e também para seu controle interno.

Especificamente para operações de fulfillment, a informação presente no barcode do seu produto será como a impressão digital dele, utilizada em todas as etapas do processo de separação e envio para identificá-lo e evitar o envio de um produto errado.

No serviço de fulfillment da Company Combo e Shipcombo, por exemplo, cada variação de um produto armazenado obrigatoriamente possui um barcode único. E nossa equipe pode ajudá-lo no processo de criação do seu próprio barcode, se necessário.

Mas qual é a diferença entre UPC, EAN, ISBN, SKU e ASIN? Qual você deve utilizar em seu produto? Onde obter estes números de forma correta?

SKU – Stock Keeping Unit

O SKU (unidade de gestão de estoque, em português) é uma identificação interna do seu produto, utilizada para controle do seu inventário. Ele não será utilizado junto à varejistas terceiros, uma vez que não é obrigatoriamente único perante todo o mercado.

UPC – Universal Product Code

O UPC/EAN funciona como o “passaporte” do seu produto.

Um UPC tem normalmente 12 dígitos e, como o nome indica, essa codificação é universal, em que todo varejista e todo mercado utilizaria o mesmo código para um determinado produto. Esse é o código que entra nos códigos de barras e é utilizado para identificação automática de um item.

Para obter um UPC para seus produtos, primeiro você precisa se registrar no GS1 e obter um código da empresa. Você prefixará esse código a todos os seus produtos para ajudar a identificá-lo como o vendedor. Depois de ter esse código, você precisa atribuir números exclusivos a cada um dos seus produtos.

EAN – European Article Number

O EAN é o mesmo que um UPC, exceto pelo fato de possuir 13 dígitos, para indicar também o código do país de fabricação.

Onde comprar códigos UPC ou EAN para meus produtos?

Se você não irá vender seus produtos em outros varejistas, o UPC/EAN não é obrigatório. Mas se você pretende vender em quaquer varejista, incluindo a Amazon, esta identificação é obrigatória.

Site Oficial da GS1: https://www.gs1us.org/

IMPORTANTE: Não recomendamos que compre UPC ou EAN em revendedores, pois nestes casos você não tem controle sobre o registro deles. Já imaginou compra um UPC de um revendedor, imprimir todas suas embalagens, distribuí-las no mercado e 3 meses depois ter que trocar todas elas porque o revendedor vendeu o mesmo número para outra empresa?! O mesmo pode acontecer na Amazon, onde se já houver outro produto utilizando seu UPC ou EAN você não conseguirá comercializar o seu.

ISBN – International Standard Book Number

Assim como os produtos são identificados exclusivamente por UPCs, livros, revistas, e-books e outras mídias publicadas por terceiros devem ser marcados exclusivamente usando o ISBN. Caso ele tenha sido publicado de forma independente, o ISBN não é obrigatório, apesar de ser recomendado.

Como você registra um ISBN?

Cada país tem uma agência nacional de ISBN. Dependendo de onde você mora, é necessário abordar a agência com informações sobre o livro e o autor. Se você está publicando seu próprio trabalho, é possível solicitar um único ISBN e cortar custos. Acesse https://www.isbn-international.org/content/how-get-isbn para saber como obter seu ISBN.

ASIN – Amazon Standard Identification Number

O ASIN é um número interno na Amazon que identifica cada um dos milhões de produtos comercializados na loja.

Portanto, sempre que você cadastrar um novo produto na Amazon, ele receberá um ASIN. Se você for o fabricante do item, poderá solicitar o registro da sua marca junto à Amazon e proibir que terceiros comercializem seu produto dentro da plataforma.

Para cadastrar um produto na Amazon você precisará informar o UPC/EAN dele, a não ser que consiga uma isenção pelo GTIN Exemption.

Qual tipo de informação devo utilizar junto ao barcode do meu produto?

Se você pretende vender seu produto apenas em canais de vendas próprios ou em marketplaces que permitam solicitar a isenção da necessidade de possuir um UPC/EAN, como a Amazon, você pode imprimir no barcode de seu produto apenas o SKU dele, evitando que você precise adquirir um UPC/EAN para cada variação.

Já para canais de venda terceiros ou venda no varejo físico, será imprescindível possuir um UPC/EAN impresso em sua embalagem.

O que é o “Ecommerce Fulfillment Passo a Passo”

É uma série de artigos escritos pela equipe da Company Combo e Shipcombo com o objetivo de ajudar o pequeno e médio empresário a crescer suas operações de ecommerce, além de apresentar as vantagens de utilizar uma operação terceirizada de fulfillment.

Se você busca uma solução logística para tender seu ecommerce nos Estados Unidos, conte com a Company Combo e nossa sub-divisão de fulfillment, Shipcombo, para ajudá-lo nesta expansão. Fale com nossa equipe agora.